Perguntas para nutricionista: quais são as mais importantes?

Buscar um profissional é o melhor caminho para manter uma boa saúde, emagrecer ou ganhar peso. Seja qual for o objetivo, é fundamental fazer perguntas para a nutricionista a fim de que todas as dúvidas sejam sanadas antes de começar a dieta.

Essa conduta permite compreender todo o processo que envolve a estratégia alimentar adotada, o que se deve fazer e a importância de seguir as recomendações à risca. Tudo isso, quando bem esclarecido, evita frustração e erro na escolha dos alimentos.

Embora cada paciente tenha questionamentos específicos a respeito da alimentação, existem dúvidas comuns importantes que devem ser elucidadas pela nutricionista. A seguir, apresentaremos as perguntas mais corriqueiras feitas no consultório. Confira!

“Qual é a melhor dieta?”

A melhor dieta é aquela que considera todas as características do indivíduo e o momento em que ela é executada. Por isso, não existe uma fórmula universal que seja efetiva para todos.

Para a dieta trazer benefícios, ela deve respeitar a individualidade metabólica, incluir alimentos da preferência de cada um e ter viabilidade.

Além disso, a mesma pessoa pode ter diferentes planos alimentares ao longo da vida, variando conforme o objetivo e as necessidades nutricionais em cada fase.

“Quantas calorias devo consumir para emagrecer?”

Uma das principais perguntas para a nutricionista é sobre a quantidade de calorias diárias para emagrecer. Assim como não existe uma dieta única, não há também uma quantidade absoluta de calorias.

Diversos fatores estão relacionados à determinação da ingestão calórica para emagrecer. Por exemplo, o peso, a altura, a prática de atividade física, a alimentação atual etc. A análise de todos eles e o método de emagrecimento empregado definem o quanto consumir.

“Devo evitar os carboidratos?”

Consumir os carboidratos certos na quantidade ideal é importante para o bom funcionamento do organismo. E sim, é possível emagrecer comendo eles. Assim como qualquer outro nutriente, o problema está no excesso e na qualidade.

A recomendação geral é evitar os alimentos muito processados e com bastante açúcar. As fontes mais saudáveis, como os alimentos integrais e as frutas, devem ser incluídas no cardápio em quantidades específicas.

Embora cortar os carboidratos seja um caminho para o emagrecimento rápido, não necessariamente por redução de gordura, essa tática não é interessante para todos. Um dos motivos é a dificuldade de consistência a longo prazo.

“As bebidas alcoólicas interferem na dieta?”

Há estudos que mostram os benefícios do vinho para a saúde cardiovascular. No entanto, as mesmas vantagens são encontradas também no suco de uva integral, o que faz desse produto uma opção para quem quer aproveitar a ação antioxidante e anti-inflamatória da fruta sem ingerir o vinho.

O consumo de bebidas alcoólicas não está liberado para todos. Mesmo em quantidades reduzidas, esse hábito pode interferir na obtenção de resultados para quem deseja emagrecer ou ganhar massa muscular.

O álcool influencia na disposição, na recuperação muscular, no apetite e no metabolismo, prejudicando o desenvolvimento de quem passa por esses processos.

Entre os diversos motivos que envolvem a decisão de eliminar ou reduzir o consumo de bebida alcoólica, o comprometimento com o objetivo é um deles.

Além dessas dúvidas, certamente existem outras que um bom profissional será capaz de ajudar. Elaborar perguntas para a nutricionista nunca é demais. Levá-las ao consultório demonstra engajamento por parte do paciente e proporciona um atendimento mais participativo e satisfatório.

Para orientações personalizadas, entre em contato conosco e marque uma consulta!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"