O que é e como funciona o jejum intermitente?

Muitas pessoas buscam desesperadamente encontrar soluções que as auxiliem a manter a saúde e o corpo em dia. Geralmente, a sociedade vive em busca do bem-estar físico e do emagrecimento e uma das técnicas utilizadas e que vem gerando polêmica na internet é a do Jejum Intermitente (JI).

Neste post, vamos explicar como funciona o jejum intermitente, que encoraja a prática de não comer durante certos períodos. Esta metodologia indica que a pessoa somente deve comer quando sentir fome e ainda assim deverá tomar alguns cuidados com relação aos alimentos que vai ingerir. 

Deseja saber tudo a respeito desta dieta? Então, continue lendo nosso artigo!

O que é o jejum intermitente?

O jejum intermitente é a nova maneira de fazer jejum programado. As pessoas que aderem a esta dieta passam maiores tempos sem ingerir alimentos. Esses períodos sem a ingestão de nutrientes podem durar 12,16 ou até mesmo 24 horas. 

Em contrapartida, quem faz esta dieta pode beber água, café ou outras bebidas que não sejam calóricas, pois isto ajudará a diminuir a fome. Por ficar um intervalo de tempo muito grande sem comer, muitos nutricionistas não concordam com a técnica — e esse é o nosso caso. 

Como funciona o jejum intermitente?

O método exige que a pessoa realize o jejum todos os dias durante um determinado tempo, até que alcance os seus objetivos. Durante o dia, poderão ser realizadas duas ou três refeições, sendo que alguns alimentos devem ser removidos da dieta alimentar, inclusive os que possuem carboidratos.

Após o jejum, a pessoa estará liberada para comer .Veja abaixo uma listagem dos alimentos permitidos:

  • verduras;
  • legumes;
  • carne vermelha ou branca;
  • ovos;
  • pães integrais;
  • sucos naturais;
  • frutas.

O JI que está tão na moda, porém, pode ser gatilho para uma série de comportamentos prejudiciais a quem pratica. A seguir, você entenderá porque  não recomendamos esta prática.

 

Comportamentos compulsivos

A pessoa que pratica o jejum intermitente corre o risco de adquirir comportamento compulsivo. 

A privação alimentar durante horas pode fazer com que ao começar a comer, ingira-se  alimentos em quantidades exageradas e  em muitos casos, sem levar em consideração a qualidade nutricional da refeição.

 

Perda de massa muscular

O alimento é a principal fonte de energia para o nosso corpo. Quando ficamos muito tempo sem nos alimentarmos, corremos o sério risco de nosso organismo buscar  a energia necessária para seu funcionamento em nossa massa muscular.

Assim, há a possibilidade de perdermos peso na balança mas sem efetivamente perdemos gordura .

 

Metabolismo lento 

A perda de massa muscular torna nosso metabolismo basal mais lento. Isso na prática significa que nosso organismo gastará menos calorias diariamente.

Logo, a perda de peso se tornará mais difícil com o passar do tempo. 

Por essa razão acreditamos que  o resultado do JI é apenas a curto prazo, visto que o peso obtido dificilmente se mantém.

Portanto, é de extrema importância que você compreenda que qualquer tipo de dieta deve ser acompanhada por um profissional de nutrição, para evitar o desenvolvimento de enfermidades e outros transtornos. Alguns profissionais especializados nesta área, assim como nós, discordam da prática do JI pelas razões descritas acima.

Você curtiu este post sobre como funciona o jejum intermitente? Lembrou-se de outros tipos de dieta ou jejum? Deixe aqui um comentário para compartilhar a sua opinião sobre o assunto!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"